domingo, 14 de agosto de 2016

O CRESCIMENTO DO AMOR NO CRENTE EM CRISTO JESUS: DO LEITE AO ALIMENTO SÓLIDO.


 
 
 
 
 
O CRESCIMENTO DO AMOR NO CRENTE EM CRISTO JESUS: DO LEITE AO ALIMENTO SÓLIDO.
Jonas Dias de Souza

Inúmeras vezes ouvimos expressões sobre “voltar ao primeiro amor”, mas poucas vezes nos propomos de fato a refletir sobre o assunto. O primeiro amor é aquele momento em que o recém-convertido se descobre como participante da vida na igreja, e não encontra tempo ruim. Vigília de oração, culto ao ar livre, culto de ensino, Escola Bíblica de Férias. Em todas as ações de culto a Deus, o recém-convertido está presente. Mas ainda alimentando com o leite. É neste momento que ele precisa de uma igreja que seja doutrinariamente sadia. Um igreja doutrinariamente sadia é aquela que propicia um discipulado de valor ao novo crente. Lamentavelmente temos tido notícias de “rebatismo”, ou seja, determinadas não estão aceitando o batismo de outras denominações. Isto pra ficar somente em um exemplo de que ter “muito tempo de crente” não significa ser maduro espiritualmente. Vemos “crentes antigos” praticando as mesmas coisas da meninice. O apóstolo Paulo, escreveu aos crentes de Éfeso, que eles deviam crescer no cabeça da igreja que é Cristo Jesus. Antes, seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo,
Do qual todo o corpo, bem ajustado, e ligado pelo auxílio de todas as juntas, segundo a justa operação de cada parte, faz o aumento do corpo, para sua edificação em amor.” (Efésios 4.15-16)
Crescer espiritualmente é