segunda-feira, 6 de julho de 2015

As 4 afirmações sobre a Fé encontrada no Capítulo 2 de Josué.






As 4  afirmações sobre a Fé encontrada no Capítulo 2 de Josué.
Jonas Dias de Souza[1]

       1)     A Fé vem pelo ouvir. (Josué 2.10)
Sabemos que quanto mais ouvimos a Palavra de Deus, mais aumenta a nossa Fé. Isto faz com que seja extremamente necessário o comparecimento na Congregação dos Santos, que a igreja local. Podemos por analogia compararmos a nossa vida espiritual com uma bateria de carro. Ela armazena a energia necessária para colocar o veículo em funcionamento, e através do alternador vai carregando. Quando ela fica parada ela perde carga. Quando ela fica mais velha já não consegue armazenar carga.  A vida espiritual ao contrário da bateria, porém, nunca receberá uma sobrecarga. Podemos nos encher do Espírito Santo cada vez mais, que nenhum mau nos fará o excesso.  Uma das formas deste “encher-se do Espírito” é o comparecimento nos Cultos de Adoração, de Louvor e de Doutrina, que ocorre nas várias igrejas locais. Ouvir uma explanação séria da Palavra de Deus é parte do processo
de entendimento e de aumento da Fé. Especificamente nesta passagem do livro de Josué, lemos o seguinte: “ Porque temos ouvido que o SENHOR secou as águas do mar Vermelho diante de vós, quando saíeis do Egito, e o que fizestes aos dois reis dos amorreus, a Seom e a Ogue, que estavam dalém do do Jordão, os quais destruístes.” (Josué 2.10). O que Raabe estava dizendo aos espias, era o que ouvia sobre o Poder de Deus, e que aconteceu em Êxodo 14.21 e em Números 21. 24-35. Por vezes nos esquecemos de determinadas ações de Deus em nossas vidas ou na vida de nossos irmãos, ouvindo os testemunho lembramos que Deus é poderoso para nos ajudar. O testemunho mais recente que ouvi antes deste artigo é de um irmão que viu sua vida transformada pelo poder de Deus durante um culto de capelania em prisão. Relatou este irmão, que por sinal é um jovem missionário, que sempre ficava na espreita quando da realização do culto na prisão, e planejava uma fuga com refém. Em dado momento, uma irmã literalmente marchou em sua direção e disse:
__  “Ai de ti se fizer o que está pensando”.
Isto levou o irmão a conversão, pois pensou que Deus é este que revela os pensamentos. Converteu-se e é um missionário com uma poderosa palavra.
Podemos pensar como o mundo pensa, que todo mundo na cadeia vira crente. Mas sabemos que em verdade Cristo veio para os doentes e não para os sadios. Ouvir a palavra é uma forma de aumentar a nossa Fé.
O apóstolo Paulo, muito tempo depois de Josué, ensinou em sua Carta aos Romanos: “De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus.” (Romanos 10.17) A palavra de Deus produz fé em nós.  Reside nesta passagem a importância do Culto de missões, não sabemos quem irá responder de forma positiva à nossa pregação, por isto temos que pregar, para que a fé surja em outros corações e portanto no nosso coração, ela aumente. Citamos a Bíblia de Aplicação Pessoal:
“Algumas pessoas religiosas são espiritualmente cegas, enquanto outras que nunca estiveram em uma igreja, são mais sensíveis à mensagem de Deus. Como as aparências enganam e não podemos ver o coração das pessoas, tome cuidado para não fazer julgamentos precipitados sobre quem irá ou não responder às Boas Novas de Salvação.” (p. 1570)
Raabe que se tornou uma figura importante na genealogia de Jesus mostrou a origem de sua fé: Ouvir os feitos de Deus protegendo o povo de Israel.

       2)     A Fé se firma em Deus. (Josué 2.9)
Segundo Raabe, o povo da terra desmaiava de pavor diante dos Israelitas. Diante de um Deus tão poderoso, esta até então pecadora, firmou a sua fé.  A coragem dos Israelitas (aqui representado pelos espias) era tão forte, que eles dormiram dentro do campo inimigo.
“E antes que eles dormissem, ela subiu a eles sobre o telhado...” (Josué 2.8)
Este terror de Deus pode ser conferido em Gênesis 35.5. Quando procuramos um contexto remoto para este terror que caía sobre os inimigos de Israel, descobrimos que era uma promessa de Deus. Em Êxodo, Deus promete enviar um anjo: “Enviarei o meu terror diante de ti, desconcertando a todo o povo aonde entrares, e farei que todos os teus inimigos te virem as costas.” (Êxodo 23.27) A fé se firma em Deus.  Nada pode impedir de falarmos do Amor de Deus para as pessoas, nem o seu passado, estilo de vida ou aparência.

        3)     A Fé não teme obstáculos ( Josué 2.15)
Os espias precisavam de uma ajuda para que pudessem sair de Jericó. Raabe foi o instrumento usado por Deus, para que a missão fosse realizada a contento. Se pensarmos na geografia das cidades daquela época, podemos ver que Raabe não residia num lugar de prestígio. Os muros eram a proteção da cidade, e sua casa no caso de uma invasão, seria a primeira a ser atingida, pois suas janelas davam para fora das cidades. Vemos o mesmo, em Atos.  Paulo de perseguidor passou a perseguido, tendo que ser descido pelo muro da cidade de Damasco. O escape dos espias permitiu que a vitória de Israel sobre Jericó acontecesse, e hoje nos ensina, que o padrão de Deus é totalmente diferente dos padrões humanos. “O plano de Deus envolve a vida das pessoas em um padrão superior a nossa compreensão.” Não houve obstáculos que impedisse Raabe de se tornar uma ancestral de Jesus.   O fio de escarlata que livrou a casa de Raabe da ira dos Israelitas, é um símbolo do que Cristo realizaria na Cruz, vertendo o seu sangue para salvar a humanidade perdida e assim dar nos a oportunidade de sermos contados na descendência de Deus por adoção. Como estamos hoje diante dos obstáculos? Devemos lembrar que a Fé não teme obstáculos.

        4)     A Fé é um desafio constante (Josué 2.16)
O desafio pode ser em forma de não agirmos de forma precipitada não esperando o tempo de Deus. O corre-corre cotidiano pode nos levar a uma situação de impaciência. Por exemplo, hoje vemos uma onda de pastores que ainda são recém convertidos. Não possuem a experiência de ser pastoreado e já estão pastoreando. Posteriormente, terão que responder pelas almas que levarem para a perdição com sua falta de experiência no púlpito. O desafio de esperar pacientemente a vez de ser chamado para cooperador, depois para diácono, presbítero, evangelista e pastor, exige um desafio constante da fé.
A fé é um desafio constante, porque, como afirmamos anteriormente, o crente também passa por problemas. O crente tem problemas com filhos, com esposo e esposa, com chefes e colegas de trabalho. No trânsito, na faculdade e em todas as áreas da vida. A diferença da vida cristã reside no fato de que estes desafios são vencidos pela fé no Cristo ressuscitado, e assim, a própria fé se torna um desafio constante.  A definição de fé, é muito bem colocada pelo escrito aos Hebreus: “Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam e a prova das coisas que se não vêem.” (Hebreus 11.1) Existem heróis da Fé. “Mas o maior herói da fé é aquele que crê em Jesus Cristo como único e suficiente salvador e humildemente se coloca nas mãos de Deus.” Raabe assim fez, acreditou em Deus e se colocou nas mãos dele. Seguiu a orientação de marcar a sua casa com um fio de cor escarlata e salvou a si e a sua família.

Ainda hoje podemos salvar a nossa casa. Crendo no Senhor Jesus e pelo nosso testemunho, levando a nossa família a aceitar a Cristo como Salvador.



[1] Servo de Deus. Congrega na Assembleia de Deus Missões em São João del-Rei/MG. Graduado em Filosofia pela UFSJ. Pós Graduando em Ciências da Religião pela UCAM. Estudante de Teologia da EETAD.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente com Responsabilidade. Lembre-se da máxima, o nosso direito termina onde começa o direito do outro. Além de tudo, mesmo que divergentes em opiniões, somos Cristãos.