quarta-feira, 25 de dezembro de 2013

A falibilidade dos planos e projetos da natureza humana.






A falibilidade dos planos e projetos da natureza humana.

Jonas Dias de Souza[1]

Mais um fim de ano que se aproxima. O mundo secular começa as suas tradições que terão seu ápice no último dia deste 2013. Com suas roupas brancas alguns farão oferendas e pularão as ondas do mar, preferencialmente em número de sete. Outros ainda carregarão lentilhas em seus bolsos e a comerão fazendo pedidos de interesse.

Há aqueles que prometerão parar  com algum vício, encarar uma dieta ou estudar mais para o vestibular. Outros pedirão e sonharão com empregos, casamentos, volta de amores antigos, compra de carro. E se fôssemos enumerar o que ainda falta ficaríamos aqui até o próximo fim de ano.

Nada de errado com estes desejos de melhorar seu comportamento moral ou espiritual, ressalvadas as

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

AS DIGRESSÕES EXISTENTES NA CELEBRAÇÃO DA CEIA DO SENHOR NAS IGREJAS NA ATUALIDADE.





AS DIGRESSÕES EXISTENTES NA CELEBRAÇÃO DA CEIA DO SENHOR NAS IGREJAS NA ATUALIDADE.
Jonas Dias de Souza[1]
Comecemos por falar da difícil escolha do título deste breve estudo. Se falarmos em análise terá que ser um estudo aprofundado do tema. Contudo, quando falamos em “digressões existentes”, permite-nos falarmos das formas equivocadas que estão transformando este memorial instituído por Cristo para que a sua igreja rememorasse a morte dele na cruz.
O que é afinal a “Ceia do Senhor”?
A Ceia é uma refeição, sendo a segunda do dia, geralmente tomada no fim da tarde ou no início da noite. Isto analisado sob a ótica dos tempos bíblicos e ainda vigente em algumas culturas do oriente. Para nós ocidentais, e mais ainda nesta vida de modernidade e extrema correria, esta refeição, está aos poucos

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

UM ESTUDO SOBRE O SALMO 1: CONSELHOS PARA A JUVENTUDE.



Divulgador da palavra
Salmo 1

UM ESTUDO SOBRE O SALMO 1: CONSELHOS PARA A JUVENTUDE.
Jonas Dias de Souza[1]
Todos desejamos que os nossos filhos nos obedeçam. Quando queremos o melhor para nossos filhos e eles não ouvem os nossos conselhos ficamos por vezes frustrados.
Ainda mais quando os vemos caminhando ao lado de pessoas que correm o risco de levá-los por um caminho pouco seguro. São as chamadas “más companhias”, parece ser próprio da juventude carregar consigo um pouco de rebeldia, mas, no fundo não sabem o quanto seus impulsos podem por vezes levá-los a enfrentar situações  desnecessárias e que provocam sofrimentos. Estas influências ocorrem de maneiras

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Um estudo sobre o Salmo 73: Os ímpios prosperam temporariamente.





Um estudo sobre o Salmo 73: Os ímpios prosperam temporariamente.
Jonas Dias de Souza[1]
Neste mundo onde impera o amor ao dinheiro, e principalmente ao dinheiro fácil. Neste mundo onde vemos diuturnamente notícias de corrupção, malversação do dinheiro público, enriquecimento ilícito, propinas e cachoeiras de desvio do dinheiro público. Num mundo onde o grande escritor brasileiro Machado de Assis escreveu que o homem honesto teria vergonha de existir. Num mundo em que padrões de honestidade estão em extinção. Num mundo onde ser crente honesto é algo muito difícil. Existira esperança? Existirá uma resposta para esta máquina propulsora de impiedade, que arrasta para a sarjeta a honestidade e probidade administrativa? Haverá solução?
É este o nosso objetivo: Esquadrinhar o Salmo que nos mostra a solução há muito tempo desenhada pelas mãos divinas do criador para estes parasitas da honestidade.
O Salmo 73
O Salmo 73 inicia a terceira parte do livro de Salmos indo até