quarta-feira, 16 de outubro de 2013

QUEM ESTÁ SENDO SEU HOBABE NESTE DESERTO?



QUEM ESTÁ SENDO SEU HOBABE NESTE DESERTO?
Jonas Dias de Souza
“Disse, então Moisés a Hobabe, filho de Reuel, o midianita, sogro de Moisés: Nós caminhamos para aquele lugar de que o SENHOR disse: Vo-lo darei; vai conosco, e te faremos bem; porque o SENHOR falou bem sobre Israel.
Porém ele lhe disse: Não irei; antes, irei à minha terra e à minha parentela.
E ele lhe disse: Ora, não nos deixes; porque tu sabes que nós nos alojamos no deserto; de olhos nos servirás.
E será que, vindo tu conosco, e sucedendo o bem que o SENHOR nos fizer, também nós te faremos bem.
Assim, partiram do monte do SENHOR caminho de três dias; e a arca do concerto do SENHOR caminhou diante deles caminho de três dias, para lhes buscar lugar de descanso.” ( Números 10: 20-33)

Há  quase vinte anos eu estava terminando o Ensino Médio, prestes a prestar vestibular, encontrava-me em uma situação financeira difícil, havia perdido o prazo para solicitar a isenção do pagamento da inscrição. Encontrei um conhecido que havia sido meu patrão e ele resolveu o meu problema.

Há mais de vinte anos eu estava prestando concurso para a área militar, e havia um teste físico muito difícil. Encontrei um conhecido que me incentivou em todas as provas, em especial na corrida. Ele dizia palavras de conforto e fez com que eu desse o meu melhor naquele momento.

Assim acontece conosco o tempo todo. Atravessamos deserto e encontramos vários Hobabes na nossa vida.

Mas quem foi Hobabe?

Encontramos referência a Hobabe duas vezes na Bíblia Sagrada.  Há quem defenda ser o cunhado de Moisés, outros que era seu sogro.  Gardner defende a improbabilidade de serem duas pessoas distintas.

O fato é que, Deus em sua infinita sabedoria, deixa para nós fazermos a nossa parte na travessia do deserto. Sabemos que Ele pode fazer os milagres, mas existem ações e atitudes que são típicas e próprias para nós seres humanos. Em algum momento encontramos os Hobabes na nossa vida e devemos nos esforçar para sermos de forma constante os Hobabes na vida dos outros.

Atravessando aquele deserto cheio de caravanas hostis e povos belicosos, Hobabe saberia guiá-los pelas dunas e suas armadilhas. Hobabe saberia onde encontrar água e saberia discernir a miragem da realidade. Não é assim na nossa vida?

Por sua vez, Moisés não foi orgulhoso a ponto de recusar ajuda. Mesmo tendo vivido 40 anos no deserto, sabia da experiência de seu cunhado. Sabia de sua competência. Sabia que Hobabe era útil em muitas áreas. Este reconhecimento de que não somos auto-suficientes e devemos agradecer aos que nos ajudam e aceitar a ajuda que nos ofertam é sinal de humildade. Humildade verdadeira e não uma falsa humildade.

Mas o que significa o deserto?

Simbolicamente para o Cristão atual, o deserto é lugar de Batalha Espiritual. É lugar de luta pela vida eterna. Cristo foi levado  ao deserto e lá permaneceu por 40 dias sendo provado, a exemplo do povo Israelita que permaneceu 40 anos no deserto.

Hobabe representa aquele que nos ajuda, mesmo não compartilhando de nossas crenças. Quantas vezes apareceram Hobabes nas nossas vidas e nem sequer nos damos conta.

O nosso Pastor da congregação local. As irmãs do círculo de oração. Aquele policial que aparece para nos ajudar. Aquele doente que mesmo em estado terminal nos consola em vez de ser consolado.

Hobabe é mencionado por causa de sua familiaridade com o deserto. Os Israelitas sairiam do conforto do Monte Sinai e embrenhariam no deserto escaldante.  Assim também é conosco, precisamos deixar o conforto muitas vezes e atravessar o deserto. Eu particularmente devo agradecer a Deus por muitos Hobabes que apareceram em minha vida, a agradecer e Glorificar a Deus por haver quebrado o meu orgulho.

Há alguém que é infinitamente maior que Hobabe. É Jesus Cristo que morreu por nós na cruz do calvário e que é o único mediador entre nós e Deus. E que não nos decepciona nunca. Atravessa o deserto conosco e nos leva até a terra prometida.

A geração de Hobabe foi abençoada conforme a promessa feita pelo SENHOR .

“Também os filhos do queneu, sogro de Moisés, subiram da cidade das Palmeiras com os filhos de Judá ao deserto de Judá que está ao sul de Arade, e foram e habitaram com o povo” (Juízes 1.16)

Mas é preciso mostrar aos Hobabes que eles são importantes na nossa vida. Quando Moisés elogiou as habilidades de seu cunhado, mostrou-lhe que ele era necessário para a travessia. Inúmeras vezes, as pessoas não saberão de seu amor por elas até que você declare, até que ouçam você dizer o quanto são importantes em sua vida.

Para construir relacionamentos duradouros devemos mostrar aos que nos rodeiam a sua importância, reconhecer as habilidades que de fato possuem. Podemos orar de forma constante pelos nossos Hobabes.


O autor é Servo de Deus. Congrega na Assembleia de Deus Missões na cidade de São João de-Rei. Graduado em Filosofia pela UFSJ. Estudante de Teologia da EETAD. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente com Responsabilidade. Lembre-se da máxima, o nosso direito termina onde começa o direito do outro. Além de tudo, mesmo que divergentes em opiniões, somos Cristãos.