quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Servir a Deus na igreja, e em todos os lugares.



Servir a Deus na igreja, e em todos os lugares.
Jonas Dias de Souza[1]
Existe uma leva de pessoas que estão desiludidas com as igrejas. As congregações estão vazias se comparadas ao número de pessoas que se dizem cristãs.
Uma série de argumentos pode ser ouvida. Desde aquela que colocam os pastores como mercenários da fé, até aquela que simplesmente alega falta de tempo.
Mas a grande verdade é que o crente precisa freqüentar uma igreja. Independente da denominação, o crente precisa juntar-se à comunidade de seus conservos na Fé.
Seja na Batista, Presbiteriana ou Assembléia. Seja na Quadrangular ou Metodista. E tantas outras denominações que de fato cultivam a sã doutrina e o verdadeiro evangelho.
As respostas para esta afirmação pode ser encontrada na Bíblia Sagrada. Quando lemos a Palavra de Deus vemos que precisamos congregar.
Mas não somente ir a igreja. Precisamos de fato participar da vida eclesial na nossa comunidade. Envolver-nos em projetos.  Ajudar os vários ministérios existentes. Se não podemos atuar diretamente, podemos colaborar com sugestões, com orações e intercessões, por aqueles crentes que de fato atuam na linha de frente.
Porque o crente deve freqüentar uma igreja?

terça-feira, 22 de outubro de 2013

Nós precisamos de Jesus em nossos corações!





            
 Nós precisamos de Jesus em nossos corações!

Jonas Dias de Souza[1]



            Olá. O que nos chama a atenção no título desta conversa? Nós precisamos de Jesus em nossos corações. Na maioria do tempo temos ocupado os nossos corações com falsos ídolos: Cantores, atores e as paixões. Uma grande maioria não perde a novela nenhum dia; outra grande maioria não tem a coragem de dirigir-se à  igreja.  Enfim, não temos dado lugar para aquele que pode sarar todas as nossas dores.

            Quanto sofrimento poderia e pode ser evitado se dermos lugar para Jesus entrar nas nossas vidas e nos lavar, nos tornar Alvo como a Neve.

            Se você ouvinte é crente, você sabe sobre o que estamos falando. Mas se não é crente ou está desviado dos caminhos de Deus, nós vamos relembrar algumas coisas e outras vamos dar a conhecer, para que possamos alcançar uma verdadeira harmonia com Jesus Cristo.

            No início da criação, o homem podia falar diretamente com Deus. Passeava pelo Jardim e conversava com o criador. Usufruía do contato direto com o Pai eterno e podemos imaginar por um lampejo de tempo

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Os transtornos gerados à igreja pelos exageros e ignorância quanto ao ensino ortodoxo das escrituras.


Os transtornos gerados à igreja pelos exageros e ignorância quanto ao ensino ortodoxo das escrituras.[1]

Jonas Dias de Souza[2]

É fato que pouquíssimas igrejas estão ensinando na atualidade. A teologia da prosperidade aliada a um neo-pentecostalismo tirou a primazia do ensino das igrejas (felizmente nem todas) e o relegou a outros planos. Vivencia-se uma movimentação ligada ao sentimentalismo e emocionalismos exarcebados que em nada se compara ao culto racional recomendado pelo apóstolo Paulo. Não que emocionar seja proibido.

Vivenciamos um conflito entre a Liturgia Pentecostal e a Liturgia Neo-Pentecostal. À segunda, que outrora bebia na fonte da primeira, foi permitido subjugar a primeira. Ocorreu então o esvaziamento dos chamados Cultos de Doutrina e da Escola Bíblica Dominical.

Reflexo da cultura brasileira e da dificuldade de leitura tão relatada nas pesquisas educacionais. Acrescente-se aí o preço alto e as dificuldades de acesso às boas obras teológicas. E mais ainda, a ausência do espírito Santo que não buscado no jejum e na oração pelos pastores e professores responsáveis por ensinar o povo de Deus. Em conseqüência temos um ensino bíblico deficiente e

QUEM ESTÁ SENDO SEU HOBABE NESTE DESERTO?



QUEM ESTÁ SENDO SEU HOBABE NESTE DESERTO?
Jonas Dias de Souza
“Disse, então Moisés a Hobabe, filho de Reuel, o midianita, sogro de Moisés: Nós caminhamos para aquele lugar de que o SENHOR disse: Vo-lo darei; vai conosco, e te faremos bem; porque o SENHOR falou bem sobre Israel.
Porém ele lhe disse: Não irei; antes, irei à minha terra e à minha parentela.
E ele lhe disse: Ora, não nos deixes; porque tu sabes que nós nos alojamos no deserto; de olhos nos servirás.
E será que, vindo tu conosco, e sucedendo o bem que o SENHOR nos fizer, também nós te faremos bem.
Assim, partiram do monte do SENHOR caminho de três dias; e a arca do concerto do SENHOR caminhou diante deles caminho de três dias, para lhes buscar lugar de descanso.” ( Números 10: 20-33)

Há  quase vinte anos eu estava terminando o Ensino Médio, prestes a prestar vestibular, encontrava-me em uma situação financeira difícil, havia perdido o prazo para solicitar a isenção do pagamento da inscrição. Encontrei um conhecido que havia sido meu patrão e ele resolveu o meu problema.

Há mais de vinte anos eu estava prestando concurso para a área militar, e havia um teste físico muito difícil. Encontrei um conhecido que me incentivou em todas as provas, em especial na corrida. Ele dizia palavras de conforto e fez com que eu desse o meu melhor naquele momento.

Assim acontece conosco o tempo todo. Atravessamos deserto e encontramos vários Hobabes na nossa vida.

Mas quem foi Hobabe?

terça-feira, 15 de outubro de 2013

Qual é o Agague de tua Vida?



QUAL É O AGAGUE DA TUA VIDA?
Jonas Dias
A Bíblia registra dois reis com o nome Agague. Estudiosos consideram a possibilidade de “Agague” ser o título dos soberanos dos Amalequitas, assim como “Faraó” para os Egipcios.
Encontramos a primeira menção a Agague no livro de Números, quando Balaão faz menção em uma profecia a respeito do mais antigo inimigo de Israel. Posteriormente vemos no livro de 1 Samuel que o rei Saul (primeiro rei de Israel) derrotou Agague em uma batalha.
Agague era monarca dos Amalequitas, e como símbolo ou tipo podemos vê-lo como símbolo do pecado em nossas vidas. Mesmo sabendo que não há pecado pequeno ou grande diante de Deus. É possível relacionar Agague, com aquelas pequenas atitudes do cotidiano que nos afastam da séria presença do SENHOR.
Aprendemos ao ler  em 1 Samuel 15.8-33, que O Senhor Deus, pronunciou um juízo por intermédio de Samuel, em desfavor de Israel pela desobediência de Saul. A ordem dos céus era a destruição total dos amalequitas. Mas Saul resolveu poupar o rei e o melhor (segundo o julgamento de Saul) de seu rebanho. Confrontado por Samuel, Saul lança mão de uma mentira, dizendo que pretendia sacrificar o despojo a Deus. Com esta mentira, o rei Israelita aumenta seu pecado diante de Deus. O profeta Samuel mostra então que para Deus, é melhor obedecer do que sacrificar.
A desobediência implica numa rejeição à Palavra de Deus.
Isto acontece conosco quando realizamos uma obediência seletiva. O que podemos ou não fazer em público. Obediência seletiva é

sábado, 5 de outubro de 2013

QUAL O PREÇO DE SER CRENTE?



QUAL O PREÇO DE SER CRENTE?

Jonas Dias de Souza[1]

Neste mundo moderno cunhou-se um termo “gospel”. Em verdade, foi uma adoção da Língua Inglesa.  A tradução de “gospel” é evangelho. O termo em si não carrega nenhum sentido pejorativo. Outrossim, as condutas de conformação ao mundo de certas pessoas que adotaram este termo como estilo de vida transformaram-no em algo que leva a uma profunda reflexão em termos de cuidado com a sã doutrina.

Ser “gospel” ou ser “evangélico” é mais do que ter ou adotar atitudes politicamente corretas e morais. Precisamos urgentemente de um resgate do valor de ser CRENTE.

Crente em Cristo Jesus não se