segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Diante de Jesus Cristo os demônios temem: Crente tome cuidado com o adversário do povo de Deus. (Final)



Diante de Jesus Cristo os demônios temem: Crente tome cuidado com o adversário do povo de Deus.  (Final)
 (Jonas Dias de Souza)

           Satanás através de seus demônios faz a pessoa ter ódio de si mesma. Maltrata o corpo onde está. O homem flagelava-se. Tinha pensamentos suicidas. Vejam hoje: tatuagens demoníacas, línguas cortadas para imitar serpentes. Isto é influência demoníaca e de religiões pagãs. O endemoniado foi tomado e levado a ruína. A mesma coisa satanás deseja fazer conosco.
E dentre os ardis dele podemos verificar cinco que são utilizados de forma mais freqüente. Podemos traduzir ardis por sentimentos.
1)      DÚVIDA:  Que faz o crente questionar a palavra de Deus e a bondade que ela contem. Afastando-nos da comunhão da Igreja.

2)      DESENCORAJAMENTO: Leva o crente a olhar para os problemas que o cercam e não para Deus, que é o consumador de todas as coisas.
3)      DESVIO: As coisas erradas parecem mais atraentes que as coisas certas. Neste ponto o homem deseja as coisas erradas em detrimento das certas.
4)      DERROTA: Faz o homem sentir-se fracassado, desanimado, a até mesmo as tentativas são adiadas. Observa-se a inércia reinante no ministério.
5)      DEMORA: Passamos a adiar as coisas de modo a nunca terminá-las. Projetos são abandonados ainda no nascedouro. Planos de evangelização são deixados para lá.
           Pode um crente ser possuído pelo demônio? Não. Um crente em Cristo Jesus não pode ser possuído pelo demônio. Ele pode ser influenciado pelo demônio. Ele pode abrir a guarda para a atuação demoníaca.  Embora não tenhamos certeza do motivo da possessão demoníaca, sabemos que o inimigo quer roubar matar e destruir, afastando pessoas do relacionamento com deus e com seus semelhantes. Além de afastá-la de Deus quer sua exclusão social.
 Veja um exemplo bíblico de crente influenciado pelo demônio em Mateus 16: 22-23

“E Pedro, tomando-o de parte, começou a repreendê-lo dizendo: Senhor, tem compaixão de ti; de modo nenhum te acontecerá isso.
Ele, porém, voltando-se, disse a Pedro: Para trás de mim Satanás, que me serves de escândalo, porque não compreendes as coisas que são de Deus, mas as que são dos homens.”(ARC)

 Jesus reconheceu a voz de satanás falando através de Pedro. Pedro um crente em Jesus Cristo, permitiu a satanás falar através dele. Demônios são espíritos imundos. Esta é uma realidade. Porém Cristo é mais real ainda.

1ª Realidade de Cristo: Ele exerce toda autoridade sobre os demônios. Recordem-se do versículo 6. Quando o homem endemoniado viu a Jesus, correu e prostrou-se diante dele. Aprendemos isto também em Mateus 8:29 e Lucas 8:31. Os demônios embora rebeldes tremem e temem e se prostram diante da realidade e da autoridade de Cristo. E assim toda a criação dobrará seus joelhos diante de Cristo. Os demônios não fazem nada sem a permissão de Cristo. E esta autoridade de Jesus é dada aos crentes em Jesus Cristo. É dada a mim e a você que crê em Cristo como legítimo e suficiente salvador. Se no episódio do endemoniado, os discípulos estão assistindo de forma passiva. Em Marcos 6: 7-13 vemos que Jesus estendeu a mesma autoridade aos discípulos.

“Chamou a si os doze, e começou a enviá-los de dois a dois, e deu-lhes poder sobre os espíritos imundos,
E ordenou-lhes que nada tomassem para o caminho, senão um bordão; nem alforje, nem pão, nem dinheiro no cinto;
Mas que calçassem sandálias e que não vestissem duas túnicas.
E dizia-lhes: Na casa em que entrardes, ficai nela até partirdes dali.
E, quando alguns vos não receberem, nem vos ouvirem, saindo dali, sacudi o pó que estiver debaixo dos vossos pés em testemunho contra eles. Em verdade vos digo que haverá mais tolerância no dia do juízo para Sodoma e Gomorra do que para os daquela cidade.
E, saindo eles, pregavam ao povo que se arrependesse.
E expulsavam muitos demônios, e ungiam muitos enfermos com óleo, e os curavam.”

E para nós? Veja I João 4:1-6 Esta autoridade foi estendida a nós.

“Amados não creiais em todo espírito, mas provai se os espíritos são de Deus, porque já muitos falsos profetas se têm levantado no mundo.
Nisto conhecereis o Espírito de Deus: todo espírito que confessa que Jesus Cristo veio em carne é de Deus;
E todo espírito que não confessa que Jesus Cristo veio em carne não é de Deus; mas este é o espírito do anticristo, do qual já ouvistes que há de vir, e eis que está já no mundo.
Filhinhos, sois de Deus e já os tendes vencido, porque maior é o que está em vós do que o que está no mundo.
Nós somos de Deus; aquele que conhece a Deus ouve-nos; aquele que não é de Deus não nos ouve.
Nisto conhecemos nós o espírito da verdade e o espírito do erro. ”(ARC)

2ª Realidade de Cristo: Jesus tem poder para livrar os endemoniados e transformar suas vidas. Concentrem-se no verso 14 de nosso texto base. Observem como Jesus libertou o homem. Jesus cura, liberta, dá paz, restaura a dignidade. Transforma o homem de besta-fera em filho de Deus. Se Cristo fez isto com um homem com milhares de demônios, imagine o que pode fazer por você. Pode fazer muito mais. Pode tocar seu coração, mudar a sua vida para melhor. Jesus transforma o homem de inimigo em amigo de Deus. Onde está agora o Ex- endemoniado? Está aos pés de Jesus. Os pés de Jesus é um lugar de submissão, de graça e de misericórdia. Por isto temos escola dominical, por isto temos cultos de ensino e de adoração. É para estarmos aos pés de Jesus aprendendo.
            Jesus transforma uma vida desperdiçada em uma vida com propósitos. O propósito do crente é divulgar o que Jesus pode fazer. Vejam a ordem que deu ao homem agora restaurado. Imagine o impacto dele na comunidade. A lágrima da mãe sendo derramada ao ver o filho curado.
                        __ Filho é você? O que aconteceu? Como se curou?
                        __ Tenho de falar-lhe de Jesus, um homem que encontrei e me curou e me transformou...
            Imagine este homem se tornando o melhor evangelista daquela região.
            Vejamos para encerrar a história dos Efésios. Cidade pagã, de prostitutas, luxúrias, bruxarias, dominada pelas ações dos demônios. Vejam agora Paulo chegando com o poder transformador do evangelho e muita gente começou a se livrar da influência e da possessão demoníaca. Começa a mudar de vida. Vejam Atos dos Apóstolos 19: 19-20.
                         
“Também muitos dos que seguiam artes mágicas trouxeram os seus livros e os queimaram na presença de todos, e, feita a conta do seu preço, acharam que montava a cinquenta mil peças de prata.
Assim, a palavra do Senhor crescia poderosamente e prevalecia.”(ARC)

Porque as igrejas não crescem? Por que os crentes não abandonam os seus filmes até as duas da manhã, e por isto, não acordam para a escola dominical. Continuam lendo horóscopos e ligados na astrologia. Não fazemos o mesmo que os Efésios. Continuam adotando os costumes de uma sociedade pagã. Outros são controlados pela fúria, e, não podem perdoar. Dando guarida aos demônios, que se aproveitam.
           Mas quando Cristo toca uma vida há Paz de espírito. Ele dá propósito. Ele dá ânimo. Ele dá forças. Ele dá inspiração.
           É possível ver pessoas desanimadas. E se você se sentiu em algumas destas situações: de rebeldia, de pensamentos suicidas, de nervosismo extremado. Deixe Cristo entrar no seu coração. Se você é um crente desanimado, que não ora, que não estuda a bíblia. Pergunte-se. Onde está a vida mudada? Onde está a tranqüilidade? Onde está a Paz de espírito? Onde está a submissão?
           Se você reconhece alguns destes sintomas de depressão, de dores mentais. Saiba que muitas pessoas encontraram a Paz nos pés de Jesus. Inclusive este escritor. Deixe que ele entre na sua vida. Se por acaso perdeu a alegria lembre-se do salmista e peça a Deus para tornar a dar-lhe a alegria da salvação. Lembre-se o adversário brama ao derredor como um leão, o que significa que ele não é um leão, ele procura imitar o leão. Creia em Jesus Cristo e na sua autoridade de Crente em Cristo Jesus. E se ainda não tem esta autoridade, aceite a Jesus.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente com Responsabilidade. Lembre-se da máxima, o nosso direito termina onde começa o direito do outro. Além de tudo, mesmo que divergentes em opiniões, somos Cristãos.