sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Quais São os Frutos do reino de Deus?

Quais São os Frutos do reino de Deus?
Muito  se tem ouvido falar nestes últimos tempos dos frutos do Reino de Deus. Visando dirimir as dúvidas porventura existentes, respondemos tendo como base a Palavra de Deus. A Bíblia Sagrada é a Palavra de Deus. Equivocadamente, muitos afirmam que ela contém a Palavra de Deus. Mas ela É a palavra. Se através da oração falamos com Ele, na leitura da Bíblia (orientada pelo Espírito Santo) Ele fala conosco.
FRUTOS:
“ Mas o fruto do Espírito é: Amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança.” (Gálatas 5:22)
ONDE ELE ESTÁ?
“ Porque o fruto do Espírito está em toda bondade, e justiça e verdade, aprovando o que é agradável ao Senhor.” (Efésios 5:9-10)
DE ONDE VEM O FRUTO? ONDE SEMEAR?
“Quem dentre vós é sábio e inteligente? Mostre pelo seu bom trato, as suas obras em mansidão de sabedoria. Mas, se tendes amarga inveja e sentimento faccioso em vosso coração, não vos glorieis, nem mintais contra a verdade. Essa não é a sabedoria que vem do alto, mas é terrena, animal e diabólica. Porque onde há inveja e espírito faccioso, ai há perturbação e toda obra perversa.
Mas a sabedoria que vem do alto é, primeiramente pura, depois pacífica, moderada, tratável, cheia de misericórdia e de bons frutos, sem parcialidade e sem hipocrisia. Ora, o fruto da justiça semeia-se na paz, para os que exercitam a paz.” (Tiago 3: 13-17)
O FRUTO É PARA QUEM?
"Porque nenhum de nós vive para si e nenhum morre para si." (Romanos 14:7)
QUANDO ERRAMOS?
“E, na verdade, toda correção, ao presente, não parece ser gozo, senão de tristeza, mas, depois produz um fruto pacífico de justiça nos exercitados por ela.” (Hebreus 12:11)
CONCLUI-SE QUE:
Há frutos para Deus: Amor, Gozo e Paz.
Há frutos para o próximo: Bondade, longanimidade e Benignidade
Há frutos para comigo mesmo: Temperança e Mansidão

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente com Responsabilidade. Lembre-se da máxima, o nosso direito termina onde começa o direito do outro. Além de tudo, mesmo que divergentes em opiniões, somos Cristãos.