sábado, 14 de julho de 2012

AS ARMAS DO DIABO CONTRA A ARMADURA DO CRISTÃO. ESTAMOS EM GUERRA.




AS ARMAS DO DIABO CONTRA A ARMADURA DO CRISTÃO. ESTAMOS EM GUERRA.
Jonas Dias de Souza[1]
                (Gênesis 2 e 3; Efésios 6; 1 Pedro 5.8)
Quando fazemos uma comparação entre a vida do Cristão e a vida do militar, vemos que precisamos constantemente de armamentos e equipamentos. Na atualidade os milicianos combatem usando colete á prova de balas, escudos balísticos e um fardamento que visa proteger o corpo.
Nos tempos antigos não era diferente. Os soldados romanos era os pioneiros no combate com equipamentos de proteção. Um destes equipamentos, embora simples atualmente, naquela época consistia num diferencial, que era o calçado.
Baseado nesta comparação tem-se uma das mais importantes passagens bíblicas, listadas pelo apóstolo Paulo na sua Carta aos Efésios.  Além de ser um conselho para os membros daquela igreja, consiste num conselho para cada crente em particular.
Nossa luta nesta vida é mais séria do que pensam algumas pessoas. Sementes de violência são plantadas em nossas cabeças a todo instante pelo inimigo. Sementes de dúvidas, de descrença e de desânimos. Ocorre que temos a nossa disposição armas excelentes e não fazemos uso delas por falta de capacitação.
Desde o inicio do mundo lutamos contra as armas que o diabo usa para nos tentar. Ocorre que muitos poucos sabem como enfrentar e como utilizar corretamente as armas de que dispomos para fazer frente aos ataques do maligno.
Como sabemos a missão do diabo para com este mundo é; roubar, matar e destruir.
Assim foi com o primeiro casal no jardim: roubar a exclusividade da relação que este mantinha com Deus; matar a inocência deste casal e destruir a humanidade no seu nascedouro.
Quando lemos no livro de Gênesis 2:15-17, vemos que
 a ordem de Deus era para não comer:
“E tomou o SENHOR Deus o homem e o pôs no jardim do Éden para o lavrar e o guardar.
  E ordenou o SENHOR Deus ao homem, dizendo: De toda árvore do jardim comerás livremente,  mas da árvore da ciência do bem e do mal, dela não comerás; porque, no dia em que dela comeres, certamente morrerás.”  (ARC)
O Diabo entra com sua primeira arma a DÚVIDA e coloca no coração da primeira mulher uma reflexão negativa sobre as palavras de Deus, Gênesis 3:1, diz assim:  “Ora, a serpente era mais astuta que todas as alimárias do campo que o SENHOR Deus tinha feito. E esta disse à mulher: É assim que Deus disse: Não comereis de toda árvore do jardim?”
Devemos atentar para o sinal de interrogação, que transcreve a dúvida deixada no ar pelo Diabo.  Podemos inferir os pensamentos de Eva. Será que ele disse isto mesmo? Será que eu entendi corretamente?
Temos em seguida a segunda arma do diabo que é o DESVIO. Esta arma faz as coisas erradas parecerem atraentes a ponto de você desejá-las mais do que as coisas certas.  “Então, a serpente disse à mulher: Certamente não morrereis. Porque Deus sabe que, no dia em que dele comerdes, se abrirão os vossos olhos, e sereis como Deus, sabendo o bem e o mal.” (Gn3:4 -5)
A astúcia da serpente desviou as palavras de Deus, dizendo o contrário do que ele realmente dissera. Isto é após ouvir da boca da mulher o que Deus realmente havia dito. Pois ele não é onisciente.
Além destas duas armas, o diabo utiliza outras três armas, a saber:
O DESENCORAJAMENTO, ele faz você olhar para os seus problemas e não, para Deus.
A DERROTA,  que faz você sentir-se um fracassado, e não ter ânimo em sequer tentar.
A DEMORA, faz você adiar algo de modo que nunca consiga terminá-lo.

Vejamos cada uma destas armas á luz do dicionário:
Dúvida entre outras coisas significa:figura retórica em que o orador lança mão de perguntas e súplicas com as quais sugere que o público o assessore; com esse recurso ele reforça a atenção dos ouvintes e fortalece a credibilidade de seu ponto de vista.”
Desvio é: “bifurcação,e ainda, deslocamento, erro, roubo e vadiagem e antonímia de aproximação”.  Antônimo de aproximação, ou seja o contrário. Ele procura nos afastar das coisas de Deus.
Desencorajamento:ato ou efeito de desencorajar(-se); desalento, desânimo.”
O mesmo que prostrado que é : que se prostrou
1             em estado de prostração, abatido (física ou psiquicamente); alquebrado, debilitado
2             sem ânimo, sem forças; derrubado, desanimado.
Derrota:perda de uma batalha, uma guerra; insucesso militar”.
Demora: “espaço de tempo que se estende para além do esperado ou do desejável; dilação, atraso, espera.”
Não devemos esquecer ainda de que ele se utiliza de outras artimanhas para retirar as palavras do coração. No seu objetivo de roubar, matar e destruir ele é ardiloso, manhoso e astuto.
Podemos dar combate às suas armas, com a armadura que nos foi preparada com o sacrifício vicário de Jesus Cristo. A arma mais poderosa é o nome de Jesus. Revestimos-nos da armadura e clamamos pelo nome de nosso General. Sozinhos não somos páreo para o inimigo, mas quando lutamos ao lado de nosso General, podemos dar combate às potestades e às hostes da maldade.
A NOSSA ARMADURA.

Os crentes devem tomar contato com esta armadura e suas peças,  pois estamos sujeitos ao ataque do inimigo, desde o momento que o abandonamos e aceitamos a Cristo como nosso e suficiente salvador. Conquistamos nossa armadura através da Oração, da leitura devocional da Bíblia e participação no Evangelho como um todo.

1) Devemos nos revestir com o CINTURÃO.  Sua finalidade é a VERDADE. Satanás luta usando mentiras. E por vezes estas mentiras satânicas podem soar como verdade. Mas nós Crentes temos as verdades de Deus que podem vencê-lo.
2) Temos através de uma vida santificada e pela Fé a nossa disposição a COURAÇA. Seu uso é para com a JUSTIÇA.  O inimigo ataca com freqüência o nosso coração. Como sabemos o coração é o centro de nossas emoções, dignidade e confiança. A JUSTIÇA divina é a peça da armadura que protege nosso coração e assegura a aprovação de Deus. Como prova de sua aprovação e de seu amor, ele enviou seu único filho para morrer por nossos pecados.
3) Devemos calçar os SAPATOS,  para o Crente em Cristo Jesus, esta peça da armadura consiste na PRONTIDÃO PARA DIVULGAR O EVANGELHO. Um dos objetivos de nosso inimigo é nos convencer de que o relato das Boas Novas é uma tarefa inútil e desprezível. Tenta nos convencer de que o peso desta tarefa é grande e que ela possui mais coisas negativas do que positivas. Tenta nos convencer de que não teremos controle sobre as dificuldades. “Mas os sapatos que Deus nos deu representam a motivação para seguir proclamando a verdadeira paz que está disponível em deus e somente nELE.” Essas Boas Novas devem ser proclamadas, pois o mundo precisa ouvir.

4) Podemos utilizar o ESCUDO.  Assim como o soldado desta era moderna utiliza o colete a prova-de-balas; o Crente em Cristo utiliza-se do ESCUDO DA FÉ. Satanás tenta nos atingir através de seus insultos, reveses e tentações. O Escudo visa nos proteger dos dardos inflamados lançados pelo maligno. São setas invisíveis. Com Cristo, abrem-se as nossas perspectivas e podemos enxergar além de nosso alcance humano, pois sabemos que a vitória será nossa. A vitória é nossa pelo sangue de Jesus.



5) Devemos proteger as nossas cabeças com o CAPACETE. Ele é representado pela nossa SALVAÇÃO. Satanás deseja que tenhamos dúvidas a respeito de DEUS, de JESUS  e da SALVAÇÃO. O capacete protege nossa mente para que não tenhamos dúvidas na obra redentora de Cristo Jesus, realizada com sua morte no madeiro, vertendo seu sangue para nos tornar mais alvo que a neve. A nossa Salvação provém de Deus através de Jesus Cristo com a ajuda do Espírito Santo.
6) Temos também uma arma de ataque que é a ESPADA.  A Espada é uma arma que permite o combate corpo-a-corpo. Um combate próximo do inimigo. A palavra combate é descrita como: “luta entre forças militares, de extensão menor que a batalha e travada em espaço restrito entre grupos pouco numerosos.”. 
A ESPADA é a PALAVRA DE DEUS.  A Espada é a única arma de ataque descrita nesta armadura. Em alguns momentos devemos tomar uma posição de ofensiva contra o inimigo. Quando somos tentados, devemos contar com a Palvra de Deus. Precisamos confiar na verdade. A verdade é a Palavra de Deus.  O Espírito Santo é nosso ajudador e consolador, e nos provê com esta armadura. Mas, exige de nossa parte a vontade de buscar através de Orações, Jejuns e leituras bíblicas a capacitação para empregá-la na divulgação do Reino de Deus.
O apóstolo Paulo nos exorta orando em todo tempo com toda oração e súplica no Espírito e vigiando nisso com toda perseverança e súplica por todos os santos.” (Ef 6.18)
ORAÇÃO:[2]
“Uma aproximação da pessoa a Deus por meio de palavras ou do pensamento, em particular ou em público. Inclui confissão (Sl 51), adoração (Sl 95.6-9; Ap 11.17), comunhão (Sl 103.1-8), gratidão (1Tm 2.1), petição pessoal (2Co 12.8) e intercessão pelos outros (Rm 10.1). Para ser atendida, a oração requer purificação (Sl 66.18), fé (Hb 11.6), vida em união com Cristo (Jo 15.7), submissão à vontade de Deus (1Jo 5.14-15; Mc 14.32-36), direção do Espírito Santo (Jd 20), espírito de perdão (Mt 6.12) e relacionamento correto com as pessoas (1Pe 3.7).”

Concluímos com o dever de PERSEVERAR. A perseverança é:Permanência num estado ou numa atividade, mesmo em caso de oposição ou fracasso”. Como vemos em  Mc 13.13E sereis aborrecidos por todos por amor do meu nome; mas quem perseverar até ao fim, esse será salvo.” AMÉM








[1] Servo de Deus.Congrega na Assembléia de Deus Missões na cidade de São João del-Rei.Graduado em Filosofia pela UFSJ. Estudante de Teologia da EETAD
[2] Dicionário da Bíblia de Almeida.


Um comentário:

  1. MEU NOME ROSANGELA M,D,S, RICAS . EU ENTREI NUMA BATANHA ESPIRITUAL ONDE JESES CRISTO ME AJUDOU NO COMESSO DEPOIS UE TIVE QUE LUTAR COTRA ELA NO MEU CORPOE NA MINHA MENTE E LUTO ATE HOJE JA FAS 17 ANOS USO O NOME DE JESUS CRISTO E LEU A PALAVRA DA BIBLIA

    ResponderExcluir

Comente com Responsabilidade. Lembre-se da máxima, o nosso direito termina onde começa o direito do outro. Além de tudo, mesmo que divergentes em opiniões, somos Cristãos.