quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Nove revelações de Jesus aos discípulos em Mateus.

Nove revelações de Jesus aos discípulos em Mateus.
1)      Revelação de sua Deidade
E, chegando Jesus às partes de Cesaréia de Filipe, interrogou os seus discípulos, dizendo: Quem dizem os homens ser o Filho do Homem?
E eles disseram: Uns, João Batista; outros, Elias, e outros, Jeremias ou um dos profetas.
Disse-lhes ele: E vós, quem dizeis que eu sou?
E Simão Pedro, respondendo, disse: Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo.
E Jesus, respondendo, disse-lhe: Bem-aventurado és tu, Simão Barjonas, porque não foi carne e sangue quem to revelou, mas meu Pai, que está nos céus.  (Mateus 16:13-17)

O CONVENCIMENTO DO ESPÍRITO SANTO


O CONVENCIMENTO DO ESPÍRITO SANTO

      1. DO PECADO:Ouvindo eles estas coisas, compungiu-se-lhes o coração e perguntaram a Pedro e aos demais apóstolos: Que faremos irmãos? (Atos 2:37)
        Após o discurso de Pedro inúmeras pessoas se converteram, totalizando quase três mil pessoas em um só dia.
“Enquanto calei os meus pecados, envelheceram os meus ossos pelos meus constantes gemidos todo o dia. Porque a tua mão pesava dia e noite sobre mim, e o meu vigor tornou-se em sequidão de estio. Confessei-te o meu pecado e a minha iniquidade não mais ocultei.
Disse: Confessarei ao SENHOR as minhas transgressões; e tu perdoaste a iniquidade do meu pecado.” (Salmo 32: 3-5)

      1. DA JUSTIÇA:Dissertando ele acerca da justiça, do domínio próprio e do juízo vindouro, ficou Félix amedrontado e disse: Por agora, podes retirar-te,e, quando eu tiver vagar, chamar-te ei.” (Atos 24: 25)
        O apóstolo Paulo discursou diante de Félix e Drusila falando da Justiça que vale diante de Deus.
      2. DO JUÍZO:porquanto estabeleceu um dia em que há de julgar o mundo com justiça, por meio de um varão que destinou e acreditou diante de todos, ressuscitando-o dentre os mortos” (Atos 17:31)
      3. DA INCREDULIDADE:Quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo: do pecado, porque não creem em mim;
        da justiça, porque vou para o pai e não me vereis mais;
        do juízo, porque o príncipe deste mundo já está julgado.” (João 16: 8-11)


(Bíblia Almeida Revista e Atualizada)

7 ministérios do Espírito Santo


Divulgador da Palavra

Os sete ministérios do Espírito Santo.

    1. Ensinar todas as coisas aos crentes em Cristo Jesus. “Isto vos tenho dito estando ainda convosco; mas o consolador, o Espírito Santo, a quem o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas e vos fará lembrar de tudo que vos tenho dito.” (João 14: 25-26)
    2. Lembrar dos ensinamentos de Jesus Cristo “(...) e vos fará lembrar de tudo que tenho dito.
    3. Testemunhar (testificar) do Senhor Jesus Cristo. “Quando, porém, vier o consolador, que eu vos enviarei da parte do Pai, o Espírito da Verdade, que dele procede, esse dará testemunho de mim”. (João 15:26)
    4. Guiar para toda a verdade. “Quando vier, porém, o Espírito da Verdade, ele vos guiará a toda a verdade; porque não falará por si mesmo, mas dirá tudo que tiver ouvido e vos anunciará as coisas que hão de vir.” (João 16:13)
    5. Anunciar o vindouro (…) anunciará as coisas que hão de vir.
    6. Glorifica o Senhor “ Ele me glorificará, porque há de receber do que é meu e vo-lo há de anunciar”. (João 16:14)
    7. Transmite o que recebeu do Senhor. (…) há de receber do que é meu e vo-lo há de anunciar.

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Um Estudo sobre o Salmo 23.



Um Estudo sobre o Salmo 23.
Jonas Dias de Souza[1]
“A felicidade de termos o Senhor como nosso pastor”.
            A perícope do Salmo 23 nos fala da felicidade de termos o Senhor como nosso pastor. Não temos qualquer pessoa ou qualquer um como nosso pastor. Mas temos o Senhor. Do Hebraico
 “Adon” e do Grego “Kyrios”, temos o Senhor como dono de tudo o que há. Este título é dado ao criador e dono de tudo, inclusive de nossas vidas.  Cristo é o nosso Pastor, e nós somos felizes por tê-lo como nosso Pastor. A perícope trata da coletividade ao lembrar-nos que devemos ter uma unidade na Igreja, temos um pastor em comum.
V1: O Senhor é o meu pastor; nada me faltará.
Deus é o meu pastor.  Meu é um pronome possessivo que demonstra ou determina um substantivo que pode ser coisa ou pessoa, que se refere à primeira pessoa do singular. Deus é meu pastor. Não interessa neste momento  as outras ovelhas do rebanho e nem os outros pastores. O meu único e exclusivo pastor é Deus. E se Ele (Deus) é o meu pastor por conseqüência

Crentes Frios.

Crentes Frios.
Jonas Dias de Souza[1]
Porque existem tantos crentes frios nas igrejas?
Porque nos alimentamos de tudo na nossa vida cotidiana. Mas, não comemos a palavra de Deus. A conseqüência disto, é que além de frios ficamos doentes espiritualmente. Afinal, é possível a existência de doentes espirituais? Sim. Quando não lemos a Bíblia e não colocamos em prática suas orientações, surgem as deteriorações da cristandade.
Eis aí a abertura de espaços para apostasias e heresias, modismos e outros ismos que deturpam a essência do Evangelho de Jesus Cristo.
Há crentes frios, mundanos, carnais, dotados de indiferenças, raquíticos, crentes inchados e obesos espirituais.
“E com muitas parábolas tais lhes dirigiam a palavra, segundo o que podiam compreender.” (Marcos 4:33)
Enfastiamos-nos com muitas coisas e esquecemos-nos da simplicidade do Evangelho. O princípio fundamental para recebermos a verdade revelada de Deus, é batalharmos pelo nosso crescimento espiritual. Nós somos aquilo que comemos!
Dom espiritual é totalmente diferente de fruto espiritual. Quando comemos outra coisa, que não a palavra de Deus, nós perdemos o apetite pelas coisas de Deus.
Neste sentido é mister termos um devocional particular. Obviamente isto não implica, em não ler as Boas obras literárias seculares existentes. Sem um falso espartanismo, por favor.
Implica sim, em dedicar maior tempo à Bíblia.
O pouco fruto de alguns se devem a não ler a Bíblia diariamente.
“Porque, devendo já ser mestres pelo tempo, ainda necessitais de que se vos torne a ensinar quais sejam os primeiros rudimentos das palavras de Deus; e vos haveis feitos tais que necessitais de leite e não de sólido mantimento.” (Hebreus 5:12)
Leia a Bíblia diariamente! Em espírito e oração. Assim crescereis.


[1] Membro da Assembléia de Deus Missões na cidade de São João Del-Rei.

Jesus Cristo o início e final de nossa Fé.

Jesus Cristo o início e final de nossa Fé.
Jonas Dias de Souza[1]
Permaneça a caridade fraternal.
Não vos esqueçais da hospitalidade, porque, por ela, alguns, não o sabendo, hospedaram anjos.
Lembrai-vos dos presos, como se estivésseis presos com eles, e dos maltratados, como sendo-o vós mesmos também no corpo.
Venerado seja entre todos o matrimônio e o leito sem mácula; porém aos que se dão à prostituição e aos adúlteros Deus os julgará.
Sejam vossos costumes sem avareza, contentando-vos com o que tendes; porque ele disse: Não te deixarei, nem te desampararei.
E, assim, com confiança, ousemos dizer: O Senhor é o meu ajudador, e não temerei o que me possa fazer o homem.
Lembrai-vos dos vossos pastores, que vos falaram a palavra de Deus, a fé dos quais imitai, atentando para a sua maneira de viver.
Jesus Cristo é o mesmo ontem, e hoje, e eternamente.
Não vos deixeis levar em redor por doutrinas várias e estranhas, porque bom é que o coração se fortifique com graça e não com manjares, que de nada aproveitaram aos que a eles se entregaram.
Temos um altar de que não têm direito de comer os que servem ao tabernáculo.
Porque os corpos dos animais cujo sangue é, pelo pecado, trazido pelo sumo sacerdote para o Santuário, são queimados fora do arraial.
E, por isso, também Jesus, para santificar o povo pelo seu próprio sangue, padeceu fora da porta.
Saiamos, pois, a ele fora do arraial, levando o seu vitupério.
Porque não temos aqui cidade permanente, mas buscamos a futura.
Portanto, ofereçamos sempre, por ele, a Deus sacrifício de louvor, isto é, o fruto dos lábios que confessam o seu nome.
E não vos esqueçais da beneficência e comunicação, porque, com tais sacrifícios, Deus se agrada.
Obedecei a vossos pastores e sujeitai-vos a eles; porque velam por vossa alma, como aqueles que hão de dar conta delas; para que o façam com alegria e não gemendo, porque isso não vos seria útil.
 Orai por nós, porque confiamos que temos boa consciência, como aqueles que em tudo querem portar-se honestamente.
E rogo-vos, com instância, que assim o façais para que eu mais depressa vos seja restituído.”  (Hebreus 13: 1-19)
Encontramos em Hebreus 13 uma seqüência de bons conselhos, a saber:

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

O que significa a cruz do Gólgota?

O que significa a cruz do Gólgota?[1]
Jonas Dias de Souza[2]
Muitos procuram significado para a sua cruz. Carregar uma cruz significa para o mundo secular, uma vida de sacrifícios. Impensadamente, por vezes afirmamos sem muita reflexão, que carregamos uma cruz.
Ocorre que de fato a cruz já foi carregada uma única vez. Talvez movidos pelas várias formas de idolatrias que permeiam ao nosso derredor, estejamos sendo aos poucos influenciado, por este sacrificar cotidiano. Como forma de nos restaurarmos enquanto seres humanos. Mas obedecer é melhor que sacrificar.
Quando falamos em obediência à palavra viva, que é Jesus Cristo, deixamos de lado as outras formas de sacrifício. Não falo aqui, somente de rituais religiosos. Existem várias formas de sacrifício que atamos na nossa vida cotidiana. Cabe a cada pessoa fazer uma anamnese de sua rotina. Obviamente se isto for feito aos pés da cruz do salvador será melhor.  Podemos até trocar este obviamente por “com certeza”.
Pensemos, pois, o que significa a Cruz do Gólgota?

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

O MINISTÉRIO DE CADA PESSOA DA TRINDADE NA SALVAÇÃO DO HOMEM.

O MINISTÉRIO DE CADA PESSOA DA TRINDADE NA SALVAÇÃO DO HOMEM.
Jonas Dias de Souza[1]
            No que diz respeito à salvação eterna, a humanidade em sua grande maioria anda alheia ao seu destino futuro. Com o Cristianismo ainda incipiente em muitos países muito há que ser feito. Este artigo destina-se, portanto, ao homem crente em Cristo Jesus e consciente de sua salvação perpetrada pelo sacrifício perfeito de Jesus Cristo.
            Penso que um assunto pouco estudado pelos cristãos seja

domingo, 4 de novembro de 2012

O Anjo do Egito.


Vejam que belíssima interpretação deste Grupo. Louvo ao único Deus, e inspiração para os Cristãos.

As Seis impossibilidades na vida do Homem

As Seis impossibilidades na vida do Homem.
Existem coisas que são impossíveis para o Homem. O Homem que coxeia entre dois pensamentos, ou entre a vida cristã e a mundana, está fadado à ruína.
Vejamos a definição :
verbo:  transitivo indireto e intransitivo
1             caminhar com dificuldade, apoiando-se com mais freqüência em uma das pernas por defeito físico ou por qualquer lesão temporária; claudicar, mancar
Ex.: <coxeava visivelmente de um pé> <após a operação, começou a c.>
 intransitivo
2             Derivação: sentido figurado.
apresentar hesitação (diante de alguma coisa); hesitar, vacilar
Ex.: ante o problema, coxeava
Coxear nada mais é do que mancar, é como se andássemos num eterno “aqui está raso, aqui está fundo”. Andar entre dois caminhos é antinatural, e por conseqüência anti-espiritual.
Vejam seis impossibilidades:
1)      Aquele que não nascer de novo, não poderá ser salvo.
Jesus respondeu e disse-lhe: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo não pode ver o Reino de Deus. (João 3:3)
2)      Homens carnais não podem agradar a Deus
Portanto, os que estão na carne não podem agradar a Deus.
(Romanos 8:8)
3)      Uma boa árvore não pode produzir maus frutos
Não pode a árvore boa dar maus frutos, nem a árvore má dar frutos bons.
(Mateus 7:18)
4)      Ninguém pode servir à Deus e às riquezas.
Ninguém pode servir a dois senhores, porque ou há de odiar um e amar o outro ou se dedicará a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom.
(Mateus 6:24)
5)      Perdidos não podem (Fugir após a condenação) escapar do inferno.
E, além disso, está posto um grande abismo entre nós e vós, de sorte que os que quisessem passar daqui para vós não poderiam, nem tampouco os de lá, passar para cá.
(Lucas 16:26)
6)      Salvos não podem perder-se
As minhas ovelhas ouvem a minha voz, e eu conheço-as, e elas me seguem;
  e dou-lhes a vida eterna, e nunca hão de perecer, e ninguém as arrebatará das minhas mãos.  (João 10: 27-28)

A escolha é somente nossa.


sábado, 3 de novembro de 2012

Sete promessas de Deus para os Cristãos encontradas no Evangelho de João.

Sete promessas de Deus para os Cristãos encontradas no Evangelho de João.
Historiadores e estudiosos da Bíblia, situam o Evangelho de João por volta de 95 A.D., e afirmam que o autor tinha cerca de 95 anos de idade. Considerando que era contemporâneo de Jesus, o Cristo, não vemos dificuldade em aceitarmos esta afirmação.
Consideradas as práticas de impressão do livro de João, em porções separadas da Bíblia, esta é talvez

terça-feira, 30 de outubro de 2012

Sete Testemunhos Sobre Cristo.

Divulgador da Palavra

Sete Testemunhos Sobre Cristo.
Segundo o Dicionário da Bíblia de Almeida, o vocábulo Testemunho assume três acepções, a saber:
1) Declaração de uma Testemunha
2) Declaração; afirmação
3) Ensinamento Divino.
A Testemunha é aquela pessoa que declara o que viu ou ouviu, no caso do Evangelho, é aquela pessoa que fala sobre sua experiência com Cristo e da Verdade das Boas Novas do Evangelho. Quem dá Testemunho, testifica e faz uma afirmativa baseada em conhecimento pessoal ou na sua crença.
1)      Dos Guardas
Responderam os servidores: Nunca homem algum falou assim como este homem. (João 7:46)

2)      Dos Fariseus
E os fariseus e os escribas murmuravam, dizendo: Este recebe pecadores e come com eles. (Lucas 15:2)

3)      Do Malfeitor
E nós, na verdade, com justiça, porque recebemos o que os nossos feitos mereciam; mas este nenhum mal fez.
(Lucas 23:41)
4)      Do Centurião
E o centurião que estava defronte dele, vendo que assim clamando expirara, disse: Verdadeiramente, este homem era o Filho de Deus.
Arcos 15:39)

5)      Da Multidão
E as multidões, tanto as que iam adiante como as que o seguiam, clamavam, dizendo: Hosana ao Filho de Davi! Bendito o que vem em nome do Senhor! Hosana nas alturas!
(Mateus 21:9)
6)      Do Pai
E eis que uma voz dos céus dizia: Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo. (Mateus 3:17)


7)      Dos Apóstolos
como Deus ungiu a Jesus de Nazaré com o Espírito Santo e com virtude; o qual andou fazendo o bem e curando a todos os oprimidos do diabo, porque Deus era com ele. Atos 10:38)



domingo, 28 de outubro de 2012

A Imagem do Homem.

Diferenças do Homem Natural e do Homem Transformado pela Graça.
O homem antes de conhecer a Deus e aceitar a Jesus Cristo, está em seu estado natural ou estado de natureza. Neste estado a carne exerce uma grande influência sobre as ações humanas. No estado natural o homem não tem o Espírito Santo e não é convertido. Portanto está sujeito à morte e é perecível. Esta morte de que falamos é a morte espiritual. Obviamente a morte física é comum a ambos.  O homem espiritual é aquele transformado pela Graça redentora de Jesus Cristo, após a sua conversão. A este está reservada uma vida diferenciada em termos de qualidade.
O quadro abaixo visa facilitar o entendimento das diferenças existentes.

Homem Natural
 Transformado pela Graça
A cabeça
Porque seríeis ainda castigados, se mais vos rebelaríeis? Toda a cabeça está enferma, e todo o coração fraco. (Isaias 1:5)
Preparas uma mesa perante mim na presença de meus inimigos, unges a minha cabeça com óleo, o meu cálice transborda. (Salmo 23:5)
Os olhos
Porquanto o coração deste povo está endurecido, e com os ouvidos ouviram pesadamente e fecharam os olhos, para que nunca com os olhos vejam, nem com os ouvidos ouçam, nem do coração entendam, e se convertam, e eu os cure. (Atos 28:27)
Respondeu ele, pois, e disse: Se é pecador, não sei; uma coisa sei, e é que, havendo eu sido cego, agora vejo. (João 9:25)
A Boca
Cuja boca está cheia de maldição e amargura. (Romanos 3:14)
E pôs um novo Cântico na minha boca, um hino ao nosso Deus; muitos o verão, e temerão e confiarão no SENHOR. (Salmo 40:3)
O ouvido
Porque o coração deste povo está endurecido, e ouviu de mau grado com seus ouvidos e fechou os olhos, para que não veja com os olhos, e ouça com os ouvidos e compreenda com o coração, e se converta e eu o cure. (Mateus 13:15)
As minhas ovelhas ouvem a minha voz, e eu conheço-as, e elas me seguem.(João 10:27)
As mãos
Pelo que, quando estendeis as mãos, escondo de vós os olhos; sim, quando multiplicais as vossas orações, não as ouço, porque as vossas mãos estão cheias de sangue.( Isaias 1:15)
Aquele que furtava não furte mais; antes, trabalhe, fazendo com as mãos o que é bom, para que tenha o que repartir com o que tiver necessidade. (Efésios 4:28)
Os pés
Os seus pés são ligeiros para derramar sangue. (Romanos 3:15)
E calçados os pés na preparação do evangelho da paz. (Efésios 6:15)

Citações Bíblicas da Almeida Revista e Corrigida.

terça-feira, 23 de outubro de 2012

As Sete formas de promulgação da Lei de Deus.

As Sete formas de promulgação da Lei de Deus.
Jonas Dias de Souza[1]
D
eus em sua infinita sabedoria adotou várias maneiras de dar a conhecer as suas leis. Realizou várias formas de promulgação. A exemplo das leis seculares que após publicadas nos Diários Oficiais não podem ter seu conhecimento negado. Ou seja, o cidadão não pode alegar em sua defesa o desconhecimento da lei como motivo pelo seu não cumprimento.
Ao nos determos nestas formas de publicações das leis divinas, realmente temos que agradecer (e muito) a Graça redentora de Cristo e seu sacrifício vicário, sem o qual estaríamos perdidos.
Promulgação é

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Comemoração dos aniversários dos Conjuntos Getsêmane e Doce Harmonia.



Uma Chuva de Bençãos caiu sobre a Igreja. Batismos e Apresentações de Crianças ao Senhor. Hinos de Louvor e Batismos com o Espírito Santo. São João del-Rei percebe as mudanças positivas que a Palavra Viva de Cristo Jesus proporciona.

domingo, 30 de setembro de 2012

GESE: Presos trabalham para indenizarem vítimas

Vejam um exemplo de quebra de paradigmas e de busca de uma ressocialização dos detentos. Lembremos-nos de orarmos também pela ressocialização espiritual dos detentos.
"Lembrai-vos dos presos, como se estivésseis presos com eles, e dos maltratados, como sendo-o vós mesmos também no corpo." (Hebreus 13:3)
GESE: Presos trabalham para indenizarem vítimas

sábado, 29 de setembro de 2012

Ajuda Bíblica: Como buscar ajuda de Deus.

Quando não sabemos como vencer as dificuldades é preciso ver que Deus nos ouve através de nossas orações. Conforme dissemos anteriormente, se Ele nos fala de várias maneiras, é somente através das nossas orações que nós falamos com Ele.
A oração de um justo pode muito em seus efeitos, e como tal devemos buscar poder e ajuda através de nossa arma que é um coração contrito e os joelhos dobrados.
O rei Davi nos deixou um belíssimo Salmo, em que nos mostra a benção de Deus para os justos. E mesmo que você não se considere como tal. Ele é perdoador.
 “Dá ouvidos às minhas palavras, ó SENHOR; atende à minha meditação.
Atende à voz do meu clamor, Rei meu e Deus meu, pois a ti orarei.
Pela manhã, ouvirás a minha voz, ó SENHOR; pela manhã, me apresentarei a ti, e vigiarei.
Porque tu não és um Deus que tenha prazer na iniqüidade, nem contigo habitará o mal.
Os loucos não pararão à tua vista; aborreces a todos os que praticam a maldade.
Destruirás aqueles que proferem a mentira; o SENHOR aborrecerá o homem sanguinário e fraudulento.
Mas eu entrarei em tua casa pela grandeza da tua benignidade; e em teu temor me inclinarei para o teu santo templo.
SENHOR, guia-me na tua justiça, por causa dos meus inimigos; aplana diante de mim o teu caminho.
Porque não retidão na boca deles; o seu íntimo são verdadeiras maldades; a sua garganta é um sepulcro aberto; lisonjeiam com a sua língua.
Declara-os culpados, ó Deus; caiam por seus próprios conselhos; lança-os fora por causa da multidão de suas transgressões, pois se revoltaram contra ti.
Mas alegrem-se todos os que confiam em ti; exultem eternamente, porquanto tu os defendes; e em ti se gloriem os que amam o teu nome.
Pois tu, SENHOR, abençoarás ao justo; circundá-lo-ás da tua benevolência como de um escudo.” (Salmo 5)

Deus é bom. Para seus filhos Ele tem boas dádivas. Basta saber pedir. Não para nosso deleite para que seu Reino saia engrandecido com nossas ações.
Jesus nos ensinou que:

 “Pedi, e dar-se-vos-á; buscai e encontrareis; batei, e abrir-se-vos-á.
Porque aquele que pede recebe; e o que busca encontra; e, ao que bate, se abre.
E qual dentre vós é o homem que, pedindo-lhe pão o seu filho, lhe dará uma pedra?
E, pedindo-lhe peixe, lhe dará uma serpente?
Se, vós, pois, sendo maus, sabeis dar boas coisas aos vossos filhos, quanto mais vosso Pai, que está nos céus, dará bens aos que lhe pedirem?
 Portanto, tudo o que vós quereis que os homens vos façam, fazei-lho também vós, porque esta é a lei e os profetas.” (Mateus 7:7-12)