sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Os 5 papéis do crente na vida cristã.



Os 5 papéis do crente na vida cristã: Uma leitura do Capítulo 2 da Segunda Epístola a Timóteo.
Jonas Dias de Souza

Quando falamos em papel, falamos em personagem. Na vida assumimos vários personagens ao longo da existência. Somos filhos, alunos, namorados, noivos, pais, trabalhadores e seguimos vivendo, por vezes sem nos darmos conta desta leitura de mundo e como nos comportamos diante das várias situações que se apresentam.
Na vida devotada ao cristianismo não é diferente, temos que ir assumindo os papéis que o crescimento espiritual nos coloca pela frente. Caso isto não ocorra estamos fugindo de nossa missão, e seremos eternos meninos, crentes frágeis, acreditando em tudo que alguém fala no altar. Ficamos eternas crianças que interrogam a vontade, mas não correm atrás de respostas. O apóstolo Paulo, escreveu para Timóteo sobre direitos e deveres, mas as recomendações se aplicam aos crentes de todo mundo. Sabemos que a preguiça intelectual para com as coisas do alto são obstáculos na vida do crente. Nada mais do que um reflexo da ausência de estudos bíblicos, sobra muito culto “disto” ou “daquilo” e pouco culto de doutrina verdadeira, sã. Podemos acreditar que há uma parcela de falsos ensinadores que não desejam a independência de suas ovelhas, afinal, é mais fácil arrancar-lhes a lã se elas não pensarem por si. Impossível crescer espiritualmente sem a ajuda imprescindível do Espírito Santo. Quando lemos a Segunda Carta a Timóteo, aprendemos que o Espírito Santo é um Espírito de Poder, de Amor, de Moderação, da Vida, de Sabedoria, de Santidade e de Graça. Jamais um Espírito de covardia. É com este Espírito nos auxiliando que vamos passando pelos personagens que devemos viver na vida cristã.
O primeiro

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Livros Cristãos Gratuitos.

QUER RECEBER LIVROS CRISTÃOS EM SEU E-MAIL?

É SIMPLES. ENVIE UM E-MAIL PARA O BLOG DIVULGADOR DA PALAVRA.

ENVIAREMOS SEM CUSTOS OS E-BOOKS DO PASTOR EVARISTO FILHO.








domingo, 14 de agosto de 2016

O CRESCIMENTO DO AMOR NO CRENTE EM CRISTO JESUS: DO LEITE AO ALIMENTO SÓLIDO.


 
 
 
 
 
O CRESCIMENTO DO AMOR NO CRENTE EM CRISTO JESUS: DO LEITE AO ALIMENTO SÓLIDO.
Jonas Dias de Souza

Inúmeras vezes ouvimos expressões sobre “voltar ao primeiro amor”, mas poucas vezes nos propomos de fato a refletir sobre o assunto. O primeiro amor é aquele momento em que o recém-convertido se descobre como participante da vida na igreja, e não encontra tempo ruim. Vigília de oração, culto ao ar livre, culto de ensino, Escola Bíblica de Férias. Em todas as ações de culto a Deus, o recém-convertido está presente. Mas ainda alimentando com o leite. É neste momento que ele precisa de uma igreja que seja doutrinariamente sadia. Um igreja doutrinariamente sadia é aquela que propicia um discipulado de valor ao novo crente. Lamentavelmente temos tido notícias de “rebatismo”, ou seja, determinadas não estão aceitando o batismo de outras denominações. Isto pra ficar somente em um exemplo de que ter “muito tempo de crente” não significa ser maduro espiritualmente. Vemos “crentes antigos” praticando as mesmas coisas da meninice. O apóstolo Paulo, escreveu aos crentes de Éfeso, que eles deviam crescer no cabeça da igreja que é Cristo Jesus. Antes, seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo,
Do qual todo o corpo, bem ajustado, e ligado pelo auxílio de todas as juntas, segundo a justa operação de cada parte, faz o aumento do corpo, para sua edificação em amor.” (Efésios 4.15-16)
Crescer espiritualmente é

sábado, 23 de julho de 2016

CORRENDO DOS MURMURADORES.

                                       

                                                  CORRENDO DOS MURMURADORES.
                                                                                                                                  Jonas Dias de Souza
Descontentamento com tudo e com todos. Descontentamento geral. Pessimismo em todas as áreas da vida. Acreditem! Existem pessoas que nunca estão felizes com nada. Contentamento é uma ação desconhecida na vida de muitas pessoas. Murmura de manhã, de tarde e de noite. Choveu! Reclamam porque queriam o sol. O dia está ensolarado! Reclamam porque queria a chuva. Estão trabalhando! Reclamam que a tarefa está difícil de suportar. Chegou o desemprego! Reclamam a falta do trabalho.
Estão em um fim de relacionamento e reclamam da solidão, mas reclamavam do companheiro. Há solução?

domingo, 17 de julho de 2016

Priorizando formigas e não vendo elefantes.









Priorizando formigas e não vendo elefantes.
Jonas Dias de Souza
“Pedi, e dar-se- vos á; buscai e achareis; batei, e abrir-se vos á. Pois todo o que pede recebe; o que busca encontra; e, a quem bate abrir-se-lhe-á.” (Mateus 7.7-8)


Vamos procurar um novo significado para a palavra preocupação. Sabemos que ela significa: “prevenção, opinião antecipada, ou a primeira impressão que uma coisa fez no ânimo de alguém ou ideia fixa e antecipada que perturba o espírito a ponto de produzir sofrimento moral.” Mas vamos dizer que a preocupação é falta de visão de todas as partes de um problema ou assunto. Ou que a preocupação é uma espécie de cegueira. Preocupar-se somente, sem entrar em ação é entregar-se a uma apatia que pode gerar problemas psicológicos como a depressão. Não digo que

sábado, 9 de julho de 2016

Palavra, costume e tradição: Os novos (velhos) desafios para os crentes.



Palavra, costume e tradição: Os novos (velhos) desafios para os crentes.
                                                                                                                   Jonas Dias de Souza

Que a cultura muda de forma constante é algo que todos sabemos. Costumes sociais também mudam com o passar do tempo. O que em uma época era considerado um tabu, em outras passa a ser normal. Para as gerações de crentes atuais, consideradas os aspectos da comunicação de massa e da capacidade quase interminável de obtenção de informações, estes processos de mudanças culturais são extremamente acelerados. Vivenciamos nas duas últimas décadas uma revolução tecnológica que coloca assuntos em pautas que não existiam nos anos 80. Exemplo disto é questão da telefonia móvel. Hoje o celular do jovem crente serve como uma biblioteca cristã. Não raras vezes vemos “exortações” sobre o uso do celular no culto, mas nem sempre há a reflexão de que esta ferramenta eletrônica é o meio do jovem conduzir a Bíblia. Assim como os livros de papel estão compartilhando espaço para os livros digitais, a Bíblia também é lida nos vários formatos digitais. Compete a cada um, se policiar no sentido de não acessar outros aplicativos que comprometam a adoração.
Outra questão que não abandona a tradição é a questão das